(47) 3273-1575
Queda de cabelo pode indicar problemas de saúde
11/5/2015

Muito além da estética, os cabelos têm importantes funções no corpo humano. São eles que protegem o couro cabeludo e dão indícios sobre a existência de inúmeros problemas de saúde. A queda acentuada, por exemplo, pode ser um sinal importante do organismo indicando distúrbios como infecções, anemia, doenças de tireoide e deficiências nutricionais.

 

A perda excessiva serve de alerta para a ocorrência de alterações hormonais, menopausa e dietas muito restritivas. Em média, há cem mil folículos pilosos no couro cabeludo. Em uma determinada época, 90 a 95% dos fios contidos nesses folículos podem estar em fase de crescimento. Portanto, é normal que ocorra queda de até cem fios por dia. Mais do que isso exige atenção e uma investigação detalhada.

 

A oleosidade excessiva, pós-parto, interrupção no uso de anticoncepcional, traumas físicos ou emocionais e processo pós-operatório podem, igualmente, afetar os cabelos. Além disso, a hereditariedade é outro fator importante para algumas pessoas. Em alguns casos, a queda pode ser acompanhada de dermatite seborreica e coceira.

 

Cada fio do couro cabeludo cresce continuamente durante dois a quatro anos. Depois, interrompe o crescimento por dois a quatro meses e, a seguir, cai. Em seu lugar, um novo fio começa a crescer e o ciclo se repete. No caso da alopecia androgenética, ou seja, da calvície, o cabelo cresce, entra em uma fase de repouso e, logo, cai.

 

A boa notícia para quem sofre com a perda é que há inúmeras opções de tratamento. Primeiro precisamos nos preocupar com a qualidade da alimentação. É a partir daí que vem a matéria-prima para formar a proteína do cabelo e, assim, novos fios.

 

Para ter cabelos saudáveis, é preciso fornecer os nutrientes necessários. O baixo consumo de proteínas, vitaminas e minerais pode levar à perda do brilho, quebra, queda e até interferir no crescimento dos fios. A ingestão de água também é fundamental para levar os nutrientes até o bulbo capilar.

 

Por outro lado, alguns alimentos são considerados inimigos dos cabelos. Entre eles, estão o açúcar, os carboidratos refinados, como massas e pão branco, e o álcool. Eles elevam os níveis de insulina no sangue, desequilibrando alguns hormônios, o que pode ter um efeito negativo sobre os folículos capilares.

 

Para ter fios saudáveis e bonitos, deve-se evitar banhos quentes, uso excessivo de secadores e escovas e não prender os cabelos ainda molhados. Tinturas e alisamentos, como escova progressiva, também podem influenciar na queda.

 

 

Alimentos essenciais para a manutenção dos cabelos

- Arroz, feijão e lentilhas: têm aminoácidos que, quando combinados, dão origem a proteínas que formam o colágeno e a queratina. O feijão é uma grande fonte de proteína magra, de biotina, ferro e zinco;

- Soja: melhora a circulação no couro cabeludo;

- Frutos do mar: são ricos em magnésio, essencial para a formação das proteínas;

- Leite e derivados: ricos em cálcio e, assim, evitam que os cabelos fiquem opacos e quebradiços;

- Vegetais de folhas verdes: fontes de vitaminas essenciais para o cabelo, como as vitaminas A e C, biotina, cálcio e ferro, este participa na formação dos glóbulos vermelhos e nutre os folículos capilares;

- Nozes: são uma grande fonte de ácidos graxos, biotina e selênio e ainda têm propriedades anti-inflamatórias;

- Cenoura: rica em betacaroteno e a vitamina A;

- Aveia: rica em silício, vitaminas do complexo B e zinco;

- Salmão: contém ômega 3 e selênio. Carne vermelha e frango também são boas opções de proteína magra;

- Quinua: também é uma ótima fonte de proteína;

- Frutas vermelhas: morango, cranberri, goji berry e mirtilo são exemplos de opções que oferecem flavonóides e vitamina C, substâncias que ativam  a microcirculação sanguínea.

Onde estamos:
Rua Leopoldo Malheiro - 82
Sala A - Centro - 89251-490
Jaraguá do Sul - SC
Entre em contato:
(47) 3273-1575
(47) 9912-7858 (Tim)
contato@cristianemolon.com.br
Credenciamento:
CRM: 11384-SC
RQE: 10352