(47) 3273-1575
Balança é inimiga de quem quer perder peso
20/1/2015

Os quilos extras adquiridos durante o inverno costumam incomodar, principalmente, nesta época do ano, quando o calor chega com força, expõe os corpos e leva multidões às praias. As conversas sobre dietas tomam conta dos encontros, as academias superlotam e todos querem se livrar o quanto antes do excesso de peso.

Mas, emagrecer nem sempre é tão fácil e, ao contrário do que muitos pensam, leva tempo. De acordo com a nutróloga Cristiane Molon, para ficar em forma, não basta aderir às fórmulas radicais e imediatistas de emagrecimento, é preciso mudar o estilo de vida e reavaliar valores. “Infelizmente, ansiedade e dieta não combinam, fórmulas milagrosas também não”, enfatiza.

A especialista explica que, para adquirir um corpo saudável e leve, é necessário um conjunto de ações. As atividades físicas devem ser regulares e integrar a rotina, independente da estação, do calor ou do frio. Além disso, a alimentação balanceada tem de ser mantida a semana, o mês e o ano todo.

Segundo a nutróloga, para emagrecer, a fórmula mais eficiente é aquela que associa muito esforço e foco na escolha dos alimentos e na prática regular de atividade física. “O processo exige paciência e persistência, pois não acontece do dia para a noite. Normalmente, a balança se torna inimiga de quem quer perder peso, pois, para quem está malhando, o que importa é a composição corporal, a troca de gordura por massa magra e, na hora de pesar, bate o desespero, porque músculo pesa mais que gordura”, explica. Por isso, Cristiane sugere que o acompanhamento seja feito com fita métrica. “Perder muito peso nem sempre é bom. Isso pode significar perda de massa magra e o corpo fará de tudo para recuperá-la”, complementa.

Outro lembrete diz respeito aos desequilíbrios comuns ao processo de emagrecimento. Quem pretende mudar a forma física deve prestar atenção em possíveis retenções de líquido e desordens hormonais, no tipo de exercício físico e no funcionamento da tireóide e do intestino. Para evitar problemas, a ajuda de profissionais é essencial.

 

Armadilhas

- Ficar horas em jejum (não fazer o lanche, comer pouco para emagrecer, não ter tempo para comer);

 - Comprar estoques de alimentos específicos (bolachas, chocolates, salgadinhos);

- Fazer mais comida para sobrar (atitude comum em datas festivas);

- Comer mais no dia em que faz exercício físico;

- Sair em viagem sem levar um lanche leve;

- Não comer salada junto às refeições;

 - Servir-se duas vezes;

- Ir ao supermercado com fome;

- Faltar à consulta com o especialista apenas para não se pesar.

 

Sugestões

- Substitua o pão do café da manhã por uma fruta (banana, mamão, melão) com farelo de aveia e linhaça moída (pode regar com suco de laranja ou maçã) ou suco verde (uma folha de couve + um pouco de linhaça em pó + 1/2 maçã com casca + 1/2 cenoura + hortelã + água);

- No meio da manhã, coma três ou quatro castanhas do pará ou uma fruta;

- No almoço, aumente a quantidade de saladas e legumes, coloque uma fonte de carboidrato (arroz, macarrão, batata) e um pedaço de carne. Evite refrigerantes, frituras e sobremesa. Complemente com uma fruta;

- Faça um lanche à tarde com amendoim (duas colheres de sopa), uma fruta, ou iogurte light com aveia;

- No jantar, comece com uma boa salada e complemente com uma omelete ou grelhado e coloque um pouco de arroz integral ou quinua em grão cozida. Também é possível optar por um sanduíche com pão integral, ovo, atum e salada. A bebida pode ser um suco natural de fruta ou água de coco.

Onde estamos:
Rua Leopoldo Malheiro - 82
Sala A - Centro - 89251-490
Jaraguá do Sul - SC
Entre em contato:
(47) 3273-1575
(47) 9912-7858 (Tim)
contato@cristianemolon.com.br
Credenciamento:
CRM: 11384-SC
RQE: 10352